25 de maio - Dia da Indústria e do Industrial

O crescimento do setor em pauta


25 de maio - Dia da Indústria e do Industrial

Em visita ao presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Humberto Coutinho, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão, Edilson Baldez das Neves, apresentou uma agenda de trabalho para tratar de assuntos de interesse da classe empresari-al.
Um dos pontos tratados na reunião foi a Agenda Legislativa da Indústria, elaborada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que apresenta à sociedade as principais proposi-ções legislativas em tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado Federal que afetam o desenvolvimento industrial do País.
Edilson Baldez lembrou que este ano a Agenda Legislativa da Indústria entra em sua vigé-sima edição. A publicação apresenta proposições e temas prioritários para a indústria no âm-bito do Poder Legislativo Federal, acompanhados do posicionamento consolidado pelo setor, em conformidade com as metas e os objetivos do Mapa Estratégico da Indústria.
O presidente disse ainda que a Fiema identifica as aptidões inatas do Estado e os interes-ses da classe empresarial maranhense. Ele adiantou que esses encontros ampliam e aproxi-mam as entidades pra discutir os interesses da indústria estadual.
Baldez das Neves explicou que as propostas da Fiema, casadas com as dos poderes le-gislativo e executivo, vão definir as ações estratégicas para o setor industrial do Maranhão. “Unindo as forças, mostraremos o potencial de crescimento no Maranhão”, finalizou.
Saiba como a data surgiu
Considerado o patrono da indústria, o empresário Roberto Simonsen (foto) morreu em 25 de maio de 1948, vítima de infarto, enquanto discursava na Academia Brasileira de Letras (ABL). Essa data foi escolhida para homenageá-lo. Nascido em Santos (SP), em 1889, Simon-sen entrou para o Curso de Engenharia da Escola Politécnica de São Paulo aos 15 anos. Foi o criador da Companhia Construtora de Santos, a primeira grande empresa de construção civil brasileira, onde atuou. Foi senador, presidente da Companhia Construtora de São Paulo, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - Fiesp e ajudou a fundar, em 1928, o Cen-tro das Indústrias de São Paulo (Ciesp). Em 1946, tornou-se membro da ABL.