Abertas as inscrições para primeiro ciclo do Edital Senai/Sesi de Inovação 2014

Ciclo inicial do Edital Sesi/Senai traz novidades nesse ano e se desenvolve em três ciclos


Abertas as inscrições para primeiro ciclo do Edital Senai/Sesi de Inovação 2014

São Luís - As inscrições para o Edital Senai/Sesi de Inovação – edição 2014 – estão abertas. Os recursos chegam a R$ 30,5 milhões, sendo R$ 20 milhões para projetos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), R$ 7,5 milhões para projetos do Serviço Social da Indústria (Sesi) e R$ 3 milhões em bolsas de pesquisa em Desenvolvimento Tecnológico e Industrial (DTI) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Esta edição traz novidades. Diferentemente dos outros anos, haverá ciclos contínuos de inscrição. “Para este ano, estão previstos três ciclos e em 2015 serão quatro. A inscrição que está aberta é para o primeiro ciclo deste ano”, comentou a gerente de Tecnologia e Inovação do Senai no Maranhão, Scheherazade Bastos.

Da maneira com que foi planejado o edital Senai/Sesi 2014, as empresas terão chance de submeter propostas a qualquer tempo, até 15 de fevereiro de 2015, com possibilidade de seleção em avaliações trimestrais.

“Quem sai ganhando são as empresas. O prazo agora é maior. Assim, dentro desses períodos de avaliação, poderão surgir novas ideias e projetos que terão mais chance de aprovação”, explica Jefferson Gomes, gerente executivo e inovação e tecnologia do Senai Nacional.

Maranhão

Em 2013, um projeto desenvolvido no Maranhão foi aprovado no Edital Senai/Sesi de Inovação. O projeto “Revestimento para pisos e paredes para construção civil com tecnologia sustentável a base de materiais polímeros recicláveis” foi desenvolvido pelo instrutor do Senai José Pimentel Neto, a partir do aproveitamento de garrafas pets para fazer lajotas de plástico e hoje está sendo transformado em um produto industrial.

“A ideia é ter um produto alternativo para substituição da cerâmica convencional, produzido a partir do reaproveitamento de garrafas pets como matéria prima principal. Estamos na fase de aprimoramento do protótipo”, afirmou Pimentel.

O edital tem como objetivo custear projetos de inovação tecnológica que se estendam às áreas de saúde, segurança, qualidade de vida e educação e cultura, por meio de produtos, processos e serviços.

Pode concorrer qualquer empresa do setor industrial de micro, pequeno, médio e grande portes. Nesta edição, as startups também serão contempladas e terão aporte de R$ 5 milhões do valor total.

As empresas precisam atuar em parceria com os Departamentos Regionais do Senai, do Sesi, do Senai/Cetiqt ou com o CNPq. As inscrições devem ser feitas pela internet no site: www.editaldeinovacao.com.br.

Nos últimos dez anos, já foram investidos R$ 121,92 milhões em projetos inovadores. O edital foi lançado em 2004, em uma iniciativa do SENAI para promover a inovação na indústria brasileira. Naquele ano, os sete projetos aprovados receberam, juntos, R$ 375 mil.

Em 2008, o edital ganhou a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio do CNPq. No ano seguinte, o SESI reforçou esse time. Desde a primeira edição até 2013, o Edital de Inovação já recebeu 3.066 propostas. Ao todo, 524 projetos foram aprovados. (Assessoria FIEMA/CNI).

Crédito: Veruska Oliveira/Ascom/Fiema

Legenda da foto: Projeto de revestimento alternativo para pisos e paredes para construção civil aprovado em 2013 pelo edital