ACII reivindica credenciamento de empresa local para aferição e lacre de tacógrafos

Reunião realizada no último dia 17 trata de questões sobre o trabalho de aferição e lacre do tacógrafo


ACII reivindica credenciamento de empresa local para aferição e lacre de tacógrafos

Na ultima terça, 17, a Associação Comercial e Industrial de Imperatriz – ACII reuniu-se com representantes do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão – INMEQ para tratar de questões referentes ao trabalho de aferição e lacre do Tacógrafo. A ACII reivindica o credenciamento de uma empresa de Imperatriz para realização desse trabalho. Na reunião estiveram presentes o vice-presidente da ACII, José Almir de Souza, o secretário da ACII, Euvaldo Lopes de Sousa, o diretor Euclides Viêra e o deputado estadual Léo Cunha.

O Tacógrafo é um dispositivo empregado em veículos para monitorar o tempo de uso, a distância percorrida e a velocidade. O instrumento utiliza um disco de papel carbonado para registrar as informações. O instrumento é obrigatório em caminhões e outros veículos de transporte de mercadorias.

No Maranhão o órgão que regulamenta e fiscaliza o instrumento é o INMEQ que é delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Em Imperatriz que conta com uma unidade do INMEQ a aferição e lacre é realizada por uma empresa credenciada de São Luís-MA. A Associação Comercial e Industrial de Imperatriz - ACII reivindica, diante das reclamações de empresários locais, o credenciamento de uma empresa no município.

Para Euvaldo Lopes de Sousa, secretário da ACII, o credenciamento de uma empresa local diminuiria os custos e traria benefícios e ganho de produtividade para os empresários de Imperatriz “reivindicamos uma empresa local que monitore todo esse processo, de lacramento e aferição. Acreditamos que dessa forma seria mais prático e tornaria mais barato o custo operacional. Na reunião tivemos com proprietários e gerente de empresas que afirmaram que hoje realizam esse trabalho em Marabá-PA, devido a distância, isso demonstra que Imperatriz perde em arrecadação e produtividade dos empresários”, afirma.

Diante da solicitação do empresariado local, o representante do INMEQ em Imperatriz, presente na reunião, afirmou que iria verificar a situação, repassando a reivindicação da ACII para a direção do órgão em São Luís-MA.

Outras reivindicações:
Aproveitando a presença do deputado estadual Leo Cunha, foram apresentadas outras solicitações ao Governo do Estado, em questões relacionadas ao meio ambiente. O deputado afirmou que compartilha das ideias e reivindicações da ACII “Hoje recebemos essas solicitações da Associação Comercial, entidade que somos parceiros e reconhecemos a importância, em relação às questões aqui levantadas já são bandeiras de lutas nossas e com o apoio da ACII e toda a sociedade imperatrizense vamos continuar lutando pelas questões ambientais de Imperatriz”, comenta.