Entidades sociais discutem Gestão Participativa

Encontro foi sediado na Associação Médica de Imperatriz e teve como palestrante Claudio Trinchão, assessor especial do Ministério das Cidades


Entidades sociais discutem Gestão Participativa

Na última sexta, 30, empresários e representantes de instituições de classe reuniram-se no auditório da Associação Médica de Imperatriz-AMI para discutirem temas ligados a Gestão Participativa no munícipio de Imperatriz. Com o título Nossa Imperosa: a cidade que queremos, a condução foi feita pelo recém-empossado assessor especial do Ministério das Cidades, Cláudio Trinchão.
A Associação Comercial e Industrial de Imperatriz foi uma das entidades participantes, no encontro estiveram presentes, o presidente da ACII, Jairo Almeida dos Santos e o diretor e ex-presidente, Euclides Viêra. No encontro esteve também o presidente do Sindicato do Comércio Atacadista de Imperatriz – Sindicoma, Eraldo Moura, o secretário municipal de desenvolvimento de Imperatriz, Sabino Costa, o presidente da Associação Médica de Imperatriz, Jean Marcio Nascimento, entre outros participantes.
A Gestão Participativa é o mecanismo onde as entidades civis organizadas participam das decisões dos governos constituídos, através de conselhos consultivos e deliberativos, participando da gestão de recursos e de outros aspectos da administração pública. Dessa forma, a sociedade, através das instituições civis contribuem na transparência e na gestão social e econômica dos municípios, participando ativamente das decisões que afetam a sociedade.
De acordo com Claúdio Trinchão esse tipo de gestão já está prevista em duas legislações: a Lei de Responsabilidade Fiscal e no Estatuto das Cidades que tratam em seus artigos da participação de segmentos da sociedade na gestão dos recursos públicos. Durante sua fala, Trinchão falou em linhas gerais, os principais problemas das cidades brasileiras e como a Gestão Participativa funcionaria na prática, contribuindo para resolução destes problemas.