Mudanças no sistema “Supersimples” entram em vigor em 2015

Jornalistas, médicos, fisioterapeutas, advogados e publicitários são alguns dos diversos profissionais que serão contemplados pelo sistema no ano que vem


Mudanças no sistema “Supersimples” entram em vigor em 2015

Começa a valer a partir de 1º de janeiro de 2015 o “Supersimples”, sistema que tem como objetivo simplificar o regime de arrecadação, cobrança e fiscalização às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Dentre as mudanças, está a inclusão de 140 novas categorias. O sistema unifica oito impostos em um boleto e diminui a carga tributária, em média, 40%.
Para abrir uma empresa no Brasil, hoje as empresas levam até 107 dias para finalizar o procedimento burocrático, com a mudança o número de dias caí para cinco, e o mesmo deve acontecer com o período de fechamento da empresa. É previsto que mais de 450 mil empreendimentos sejam contemplados pelos benefícios do “Supersimples”.
Todas as atividades da Indústria, Comércio e maior parte do ramo dos Serviços pagam menos impostos no “Supersimples”, e também tem uma considerável redução no processo burocrático. No setor de Serviços a redução na carga tributária vai depender do número de funcionários que a empresa possui. Quanto mais funcionários, mais lucrativo é aderir ao sistema.
A adesão ao “Supersimples” e inteiramente gratuita, ao aderir ao sistema, tambem, não se faz necessária a mudança na razão social. E os empreendimentos podem continuar utilizando o mesmo bloco de notas fiscais que usavam antes. Se o faturamento da empresa aumentar, será necessário consultar a tabela do “Supersimples” para saber se ainda se encaixa no programa.
Desde o primeiro dia útil de novembro, é possível agendar a entrada da empresa no “Supersimples” pelo site da Receita federal, essa medida pose ser feita até o ultimo dia útil de dezembro de 2014, mas a tributação começa a valer só em 2015. Caso o empresário desista da sua opção, ainda no site é possível fazer o cancelamento, contudo deve se atentar ao prazo que é o mesmo para a adesão.
Como aderir? Ao entrar no site: http://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesN acional/. Na lateral direita, escolha “Solicitação de Opção” e utilize um Certificado Digital, se tiver. Do contrário, utilize o Código de Acesso fornecido pela Receita Federal. Selecione “Código de Acesso” e vá em “Clique Aqui”.
É necessário ter em mãos o CNPJ e o CPF do responsável pela empresa. Depois que o Código de Acesso for gerado, retorne para a “Solicitação de Opção”, depois “Código de Acesso”, novamente, será necessário o uso do CNPJ e do CPF do responsável. A plataforma fornecerá um formulário online, e então, é só preenche-lo.

As áreas que serão beneficiadas com essa mudança são:

 Medicina, enfermagem, veterinária, odontologia, psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia, clínicas de nutrição, de vacinação e de bancos de leite; fisioterapia, advocacia, serviços de comissária, de despachantes, de tradução e de interpretação;

 Arquitetura, engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia, corretagem, representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros, perícia, leilão e avaliação;

 Auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração;

 Jornalismo, publicidade, agenciamento, exceto de mão de obra;

 Outros negócios do setor de serviços, que atuem na área da atividade intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, artística ou cultural, produção ou venda no atacado de refrigerantes, inclusive águas saborizadas gaseificadas, produção ou venda no atacado de preparações compostas, não alcoólicas (extratos concentrados ou sabores concentrados), para elaboração de bebida refrigerante.

Com informações da Assessoria de imprensa do Sebrae
Foto: Reprodução Internet