Patrocinadores e apoiadores comemoram parceria com a Fecoimp e resultados do evento

Feira reúne atrações para visitantes, expositores e proporciona grande visibilidade aos apoiadores


Patrocinadores e apoiadores comemoram parceria  com a Fecoimp e resultados do evento

A Fecoimp 2018 terminou sábado (15), em Imperatriz, e mais uma vez se configurou como um evento capaz de reunir atrações e possibilidades de bons negócios e contatos para expositores, patrocinadores e visitantes. Com a estimativa preliminar de um público de mais de 36 mil pessoas, os quatro dias de feira motivaram também as empresas e entidades que ano a ano apostam no evento como parceiros, sendo que a maioria já participa na condição de apoiador ou patrocinador há várias edições fruto de um trabalho de bom relacionamento realizado permanentemente pela Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII).

“Temos que agradecer aos patrocinadores. Sem essas parcerias não podemos fazer um evento desse porte. Esses investimentos são indispensáveis para a realização. Os parceiros também fazem parte dessa conjuntura de engrandecimento, não só da nossa cidade, mas do estado e no país. Nenhuma entidade ou organização faz um evento desse nível se não tiver parceiros”, destaca o presidente da ACII, Guilherme Maia.

Para ele, os investidores de longa data são como molas que fazem parte dessa engrenagem de sucesso da Fecoimp. “Precisamos que eles sempre estejam e continuem construindo a feira conosco, dando ideias e trazendo inovação. Não é só a parte monetária que importa, mas o que eles podem trazer para acrescentar em termos de programação e fomento de negócios”, explicou.

Os patrocinadores e apoiadores também comemoram a participação e a parceria. A gerente regional do Banco do Nordeste, Gleyciellen Fonseca, confirma que a cada ano é sempre mais positiva a participação do banco na feira. “A gente percebe um crescimento na imagem, na prospecção de negócios, as pessoas visitando o nosso espaço. Para o banco é sempre um fator positivo ser patrocinador da feira”.

Esta avaliação é semelhante ao que analisa Rômulo Andrade, bancário do Banco da Amazônia: “nossa participação é sempre boa. É uma ótima oportunidade para trocarmos ideias, vermos outros clientes e empresas; e a gente consegue mostrar um pouco mais dos nossos serviços. A nossa participação como patrocinador é positiva: conquistamos mais clientes, divulgamos mais o nome da empresa ... quem não é visto, não é lembrado”.

Na avaliação do superintendente do Banco do Brasil, Raul Wahbe, a Fecoimp é o mais importante evento de promoção e valorização do comércio de Imperatriz e região. “O Banco do Brasil viu um resultado positivo neste ano, pois todas as empresas apresentaram sua marca ao mercado, atingindo novos consumidores e mostrando a força do comércio de Imperatriz. Para nós foi mais uma oportunidade de apoiar nossos parceiros comerciais, reafirmando que o sucesso de um é conquista de todos”.

A Suzano Papel e Celulose entende que o evento é uma boa oportunidade para melhorar a rede de contatos e dialogar mais com a cidade. “Estamos satisfeitos com o nosso evento que falou sobre empreendedorismo e empoderamento das mulheres e vemos que a gente tem que continuar essa parceria e investir, cada vez mais, na cidade e na associação comercial”, salientou a gerente de RH da Suzano, Simone Caixeta.

Para o superintende da Fecomércio, Max Medeiros, a Fecoimp é uma intermediadora importante para o sucesso da missão da entidade e, por isso, é interessante investir e participar da feira. “A Fecomércio é entidade sindical de representação, então, a missão é estar próxima do empresário e a feira proporciona esse espaço de aproximação entre o sistema Sesc (Serviço Social do Comércio), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) e os empresários da região tocantina”, manifesta Medeiros.

A Universidade Ceuma, que patrocinou o evento pela primeira vez, trouxe para seu estande uma mostra das qualificações da universidade, como, por exemplo, o simulador virtual que possibilitou que os visitantes da Fecoimp passeassem pelo campus de Imperatriz sem sair da feira. A professora e coordenadora do curso de Direito da instituição, Claudia Meire, destacou que o Ceuma investiu na feira visando negócios, mas também engajamento socioeconômico que o evento impulsiona na região. “A feira é marco no desenvolvimento socioeconômico da região tocantina. Estamos investindo em algo que vai ser bom, não só para instituição, para fortalecer o valor da marca na cidade e na região, mas também em algo que vai impulsionar a região onde estamos inseridos”, explicou Claudia.

O engenheiro agrônomo e responsável pelo estande da Prefeitura na Fecoimp, Fábio Batista, comemorou que a feira trouxe tantas novidades. “A Secretaria Municipal de Meio Ambiente participou em todas as feiras até hoje. Este ano o tema do estande foi sobre coleta seletiva e conscientização da população sobre a separação do resíduo e a sua destinação final”. Segundo ele, a Prefeitura vem atuando com o projeto de coleta seletiva em quatro bairros da cidade. Para o engenheiro, esta edição da feira foi a melhor entre todas, com recorde de público.

“A Fecoimp se consolida mais uma vez como um evento de ponta aqui da região tocantina. É um dos principais palcos de negócios da região, onde você conhece o que o mercado está oferecendo e acompanha a consolidação de alguns negócios. A VLI está na quarta participação e continua acreditando no evento’, afirmou a analista de relacionamento institucional e comunicação, Francília Cutrim.

Na avaliação da assessoria de comunicação da Seinc, Gracy Rabelo, ‘‘a feira estimula, fortalece e fomenta o desenvolvimento do comércio e da indústria. É interessante para as pessoas que estão participando, porque elas têm várias oportunidades de conhecer e fechar negócios ou até fortalecer o seu próprio”, conta. Já a Sectur, que há quatro anos participa do evento, acredita que “Imperatriz, além do potencial para turismo de negócios já consolidado, não pode esquecer que a cidade é o portão de entrada apara a Chapada das Mesas. O polo Chapada das Mesas contempla dez municípios e Imperatriz é portão de entrada desse polo”, salientou o secretário adjunto de turismo, Hugo Veiga, ao acrescentar que o Espaço do Turismo está consolidado na feira, sob o qual ele faz novamente um balanço positivo da movimentação deste ano.

O tenente Brentegani do 50º Bis avalia que a feira é excelente ao proporcionar esse contato como “o paisano, oferecendo o conhecimento sobre os equipamentos, armamentos e viaturas. É uma atração bacana que envolve o público e o empreendedorismo; e nós temos essa oportunidade de estreitar o contato da população com o exército brasileiro”, disse.

Para o gerente da unidade regional do Sebrae de Imperatriz, Mauricio Lima, a Fecoimp é “um momento bem interessante para colocar os negócios em vitrine. Participamos de todas as edições da feira porque acreditamos no seu potencial, nessa evolução constante. Vemos a feira como uma ação de mercado, com várias empresas mostrando o que é produzido na região. A feira tem um nível nacional, inclusive, mostrando a cara de toda a economia da região”, reforçou ele, ao lembrar que o Sebrae participa da Fecoimp desde a primeira edição da feira. “Trazemos conhecimentos, com as palestras, montamos também nosso estande para dar informação em tempo real, temos a sala do empreendedor dando suporte para o empreendedorismo e capitalizamos isso com as metas de curso, de consultoria e de atendimento, conseguindo alavancar esses números com a Fecoimp”, avaliou.

A diretora regional do Sesc, Rutineia Monteiro, salientou que a Fecoimp em sua 18ª edição é uma iniciativa que fortalece as empresas criadas no estado, ao mesmo tempo que impulsiona o desenvolvimento econômico da região. “As novidades que o Sesc trouxe foram a programação cultural (organizada pela entidade) e o projeto pauta das artes valorizando os artistas e o nosso estande integrado”, detalhou.

Joçara Felipe de Paula, presidente do Conselho da Mulher Empresária, CME - um conselho da ACII e que foi criado nesta edição da feira - afirma que a feira tem sido um sucesso. “O evento tem crescido muito e com grande importância nacional. É um motivo de muita honra e orgulho para nós, pois fomos fundadas e empossadas nesta edição da feira e tem dado muito certo. A feira é uma vitrine e todos que aqui vem se sentem divulgados com sua marca e empresa, com certeza há um resultado positivo”, disse ao frisar que, como é o primeiro ano do conselho na feira, “é uma experiência nova, mas estamos colhendo bons frutos, já esperando, com mais experiência, trazer mais novidades para as próximas edições”.

Entidade parceira desde a primeira edição, a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) reconhece a importância do evento para a produção de oportunidades e produção de negócios para a região. “Todos os anos participamos da feira dando nosso apoio e contribuição, porque acreditarmos que assim, estamos apoiando empresas e indústrias da região, nós estamos contribuindo para geração de empregos, renda e melhoria da competitividade industrial com a formação de um ambiente de negócios favorável aos investimentos produtivos e ao desenvolvimento socioeconômico", destaca o presidente da Fiema, Edilson Baldez.

O presidente do Conjove, Lauro Cesar Alves de Sousa, afirma que a Fecoimp é realmente inovadora e fortalece as marcas, gerando negócios com essa interação com o público. “É uma das maiores feiras do Brasil e a maior do Maranhão. No ano passado vieram 30 mil pessoas e, neste ano, o número foi batido. A feira se consolida cada vez mais”.

O Conjove participa das feiras desde sua fundação, há nove anos, mas este e o primeiro ano efetivamente com um espaço coordenando pelo Conjove e pelo CME. “Nosso papel é promover o empreendedorismo do jovem e formar jovens lideranças para negócios. A Fecoimp foi um sucesso absoluto, na minha opinião foi uma das maiores e bem organizadas, consolidando ainda mais a feira no cenário nacional”, finalizou.

A Fecoimp 2018 terminou no dia 15 de setembro, no Centro de Convenções de Imperatriz– MA. A edição deste ano da feira contou com o patrocínio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Emap – Porto do Itaqui, Prefeitura de Imperatriz, VLI, Suzano Papel e Celulose, Banco do Nordeste, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Governo Federal, Programa de Desenvolvimento de Fornecedores (PDF), Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Universidade Ceuma, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio) e Grupo Mateus. O evento teve, ainda, o apoio do Conselho de Jovens Empresários (Conjove), Conselho da Mulher Empresária (CME), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Social do Comércio do Maranhão (Sesc) e do 50º Batalhão de Infantaria de Selva (50º Bis).