Pesquisa aponta crescimento nas vendas do Comércio Varejista

De setembro para outubro, houve crescimento em cinco dos oito segmentos do comércio


Pesquisa aponta crescimento nas vendas do Comércio Varejista

Dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PCM), divulgados esta semana, pelo Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE), apontam o crescimento nas vendas do comércio varejista nos meses de agosto e setembro de 0,5% no país. Em julho e agosto os dados apontavam um recuo no crescimento, de 0,4%.
Na média trimestral, comparado com os dados de 2016, esse crescimento foi de 0,1%, e se comparado ao mês de setembro do ano passado, a alta é de 6,4%.
De setembro para outubro, houve crescimento em cinco dos oito segmentos pesquisados pelo IBGE, com destaque para os artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (4,3%).
Também tiveram alta os setores de outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,9%), equipamento e material para escritório, informática e comunicação (0,9%) e tecidos, vestuário e calçados (0,2%).
Considerando-se também os setores de materiais de construção e de venda de peças e veículos, o chamado varejo ampliado, o volume de vendas teve alta de 1% na comparação com agosto deste ano. As vendas de materiais de construção avançaram 0,5%, enquanto os veículos, motos e peças recuaram 0,4%.

Receita nominal
A receita nominal do comércio varejista teve avanços nas comparações com agosto (1,1%), com setembro de 2016 (4,5%), na média móvel trimestral (0,4%), no acumulado do ano (2%) e no acumulado de 12 meses (2,2%).
A receita nominal do varejo ampliado também anotou avanços em todos os tipos de comparação: de agosto para setembro (1,3%), em relação a setembro de 2016 (7%), na média móvel trimestral (0,6%), no acumulado do ano (2,8%) e no acumulado de 12 meses (1,8%).

Informações: Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo