Volume de negócios gerados pelo PDF cresceu 17,36% em 2013

No ano passado as empresas locais venderam R$ 3,38 bi em produtos e serviços para grandes empreendimentos. A iniciativa é resultado de uma parceria entre Fiema e Sedinc


Volume de negócios gerados pelo PDF cresceu 17,36% em 2013

São Luís - A aquisição de produtos e serviços pelas seis grandes empresas mantenedoras do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF-MA) - Alumar, Cemar, Ceste, Eneva, Solar e Vale -cresceu 17,36% no Maranhão, em 2013.

No total foram gerados R$ 3,38 bilhões em negócios no ano passado. Este montante representa 6,47% do Produto Interno Bruto (PIB) do Maranhão, calculado a partir dos resultados da última pesquisa de contas regionais divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente a 2011. O valor gerado foi suficiente para que o volume de compras locais de produtos e serviços alcançasse os R$ 18,79 bilhões, desde que se iniciou o acompanhamento da geração de negócios entres as empresas participantes do programa com as empresas mantenedoras, em 2000.

O PDF-MA foi implantado no ano de 1999 pelo governo do estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Sedinc), com o objetivo de capacitar micro, pequenas e médias empresas que atuam no Maranhão para atenderem os requisitos de qualidade no fornecimento de produtos e serviços exigidos pelos grandes empreendimentos que estão em funcionamento ou em instalação no estado. Hoje o programa é desenvolvido em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e possui no seu cadastro mais de 930 empresas locais associadas.

O superintendente da Fiema, Albertino Leal, afirmou que o PDF é uma ferramenta que cria um ambiente saudável de negócios entre as empresas que atuam no estado. “A missão do Sistema Fiema é promover ações para a competitividade e desenvolvimento sustentável da indústria maranhense e com o PDF atuamos em duas frentes: preparamos as nossas pequenas e médias empresas para atuar com padrões de competitividade global e oferecemos aos grandes empreendimentos uma oportunidade de interagir com as empresas locais”, comentou.

Segundo o coordenador do PDF-MA pela Sedinc, José Oscar Mélo Pereira, o Programa aproximou as grandes empresas que atuam no Maranhão dos fornecedores locais por meio de rodadas de negócios, seminários e capacitações.

“As diversas rodadas de negócios realizadas pelo Programa contribuíram para aproximar o pequeno e o médio fornecedor das grandes empresas e são também uma oportunidade de conhecerem as demandas e participarem da cadeia de fornecimento, quer seja por meio de contratação direta, parcerias ou terceirização”, afirmou José Oscar.

De acordo com o coordenador do programa pela Fiema, Carlos Jorge Taborda Macedo, o resultado alcançado em 2013 se explica pelo fato das seis empresas mantenedoras do Programa priorizarem a aquisição de bens e serviços de empresas locais.

“O programa está mostrando bons resultados. Tivemos avanços devido à melhoria da prestação de serviço e no fornecimento de produtos e bens pelas empresas que participam do PDF-MA e um dos motivos é a adesão que tivemos a ferramentas como o Programa de Certificação de Empresas (PROCEM) que já qualificou mais de 100 empresas, tornando-as mais competitivas e habilitando-as a serem potencias prestadoras de serviços para as mantenedoras do Programa”, afirmou Taborda.

Um bom exemplo dos resultados alcançados é a aquisição de produtos e serviços feita pela Suzano Papel e Celulose, que é apoiadora do PDF-MA. “A empresa priorizou, por exemplo, a aquisição do fardamento de seus funcionários no Maranhão e contratou a maioria deles no Estado, além de contratar outros fornecedores locais na etapa de implantação da fábrica”, comentou o coordenador do PDF pela Fiema.

Fonte: Valquíria Ferreira - Assessora de Comunicação PDF

Texto e Foto: Assessoria de comunicação PDF

Legenda da foto: Empresa fornecedora do MA presta serviço para a CEMAR.